Junte-se a minha lista VIP e receba atualizações e aulas imperdíveis

Entre agora mesmo para o nosso Grupo do WhatsApp e fique por dentro.

O que é um resistor?

O que é um resistor?

Um resistor nada mais é do que um dispositivo elétrico passivo, possui a principal função de limitar o fluxo de corrente elétrica que transita em um circuito. Para um entendimento melhor de como funciona todo o sistema desse componente, será utilizado a analogia da água passando pelo cano. A corrente elétrica será representada pelo fluxo de água.

Funcionamento

Quando criasse uma resistência ao fluxo de água, ocorrerá a redução da corrente elétrica. O fato de o tubo ser mais estreito em algumas áreas, contribui para esse fato. Com um resistor acontece o mesmo, ele possui uma resistência maior do que as dos cabos de um circuito elétrico, logo é forçada a redução da corrente ali existente. Sendo assim, provocada uma queda de tensão.

Lei de Ohm

Um cientista chamado George Ohm descobriu em 1827 durante suas pesquisas, que a resistência elétrica é igual a tensão dividida pela corrente. Quando o assunto é eletricidade, essa é uma das fórmulas mais importantes.

Polaridade do Resistor

É muito comum as pessoas se perguntarem qual é a polaridade do resistor. Para a surpresa de muitos, o resistor não possui polaridade. Ele é um dispositivo no qual não possui um lado positivo e outro negativo quando ligado ao circuito. A resistência de um resistor pode ser facilmente invertida, pois não possui um lado certo ou uma polaridade específica, para que um resistor seja ligado a um circuito.

Aplicação da Lei de Ohm

Uma aplicação dessa teoria é a utilização de um resistor em um circuito para acender um LED vermelho, utilizando uma fonte 5V. Já se torna possível acender um LED com 20mA. Se o LED for ligado direto na fonte, sem um resistor para limitar o fluxo da corrente elétrica, ocorrerá a queima do mesmo. Visto que, não haverá meios para limitar a corrente no circuito. Com a finalidade de evitar esse tipo de problema, coloca-se um resistor entre a fonte de tensão e o LED. Importante que o resistor em questão apresente uma resistência que seja capaz de limitar a corrente de 20mA, de forma que o LED acenda sem queimar.

Utilizando a lei de Ohm, sabe-se que a resistência é a tensão dividida pela corrente. Levando em consideração que a tensão presente no resistor é de 5V menos 2V de queda de tensão no LED, resultando assim em 3V. Dividindo o valor obtido da tensão do resistor 3V, pelo valor da corrente que irá passar por ele 20mA, obtém-se o valor de 150 Ohms para a resistência.

Quando se coloca um resistor de 150 Ohms em série com a fonte e o LED, a corrente agora será limitada. O LED acenderá sem risco nenhum de queimar, pois o resistor limitará o fluxo de corrente total que passará pelo circuito.

Resistores Fixos

Existem dois tipos de resistores fixos, o Axias e o SMD. Os resistores do tipo SMD são soldados sobre as placas. Pelo fato de apresentarem características como um tamanho compacto e facilidade de montagem em alta escala, eles são muito utilizados. Já os resistores variáveis apresentam a possibilidade de alterar o valor da resistência. A grande maioria dos resistores apresentam essa característica, ajustáveis pela movimentação mecânica. O ajusto precisa ser feito manualmente.

Quando o divisor de tensão apresentar três terminais, eles são chamados de potenciômetros. Quando são apenas resistências variáveis, são chamados de reostatos. Mas, existem os potenciômetros digitais, que são controlados por software.

Tipos de Resistores

Os resistores podem variar de acordo com alguma grandeza física, como temperatura, luz ou tensão. Nessa categoria se enquadra os LDRs e o Varistores. O material utilizado na produção de um resistor também é um fator importante. Os resistores de fio são os mais antigos, se resumem a um fio resistivo enrolado em um material não condutor. Possuem uma resistência baixa, mas podem ser bem ajustáveis e precisos. A grande desvantagem desse tipo de resistor é que eles são enrolados como uma pequena bobina, gerando assim uma indutância.

Os resistores de carvão ou compostos de carbono possuem sua constituição feita basicamente por uma mistura de cerâmica não condutora e partículas finas de carbono. Mesmo possuindo um baixo nível de precisão, são muito utilizados ainda, tendo em vista que nem todo circuito exige um nível alto de precisão de um resistor.

Resistores de filme de carbono possuem uma maior precisão, em comparação com os resistores de compostos de carbono, mas comparados com os resistores de película metálica possuem propriedades inferiores.

Veja aqui outros vídeos:

[sspostsincat category=”Mundo da Eletricidade”]

Já os resistores de película metálica possuem características semelhantes ao de película de carbono, o que difere é uma camada de metal ao invés de uma película de carbono. Possuem uma precisão melhor e uma estabilidade térmica excelente, fazendo com que haja menos ruídos nos circuitos. Muito utilizado em circuitos de áudio.

Os resistores de óxido de metal possuem uma durabilidade alta e tem uma resistência maior à temperatura, possuindo também uma confiabilidade maior do que os resistores de película de metal. Apresentam a mais alta precisão disponível, por consequência são mais caros que os outros resistores. Atualmente, a maioria dos resistores são demarcados com faixas coloridas com a finalidade de indicar o valor da tolerância e resistência.

A primeira faixa indica o valor do primeiro dígito da resistência. A segunda faixa indica o segundo dígito. A terceira faixa indica um fator de multiplicação e a quarta faixa indica a tolerância do resistor. Na ordem as cores são marrom, preto, vermelho e dourado.

Espero que tenham gostado do tema abordado hoje. Até a próxima!

Tags:

Junte-se a minha lista VIP e receba atualizações e aulas imperdíveis

Entre agora mesmo para o nosso Grupo do WhatsApp e fique por dentro.