Como transmitir eletricidade sem fios (energia wireless)

Hoje pessoal, eu vou mostrar pra vocês como transmitir energia elétrica sem usar fios É uma experiência bem conhecida ai no youtube como energia wireless Isso é bem simples de fazer, vai só quatro coisas um LED comum, uma bateria de 3 volts ou 2 pilhas de 1 volt e meio fio de cobre esmaltado bem fininho, e aí voce tem que prestar atenção numa coisa esse fio aqui tem uma capinha sim mas não dá pra ver direito dá a impressão que o cobre tá nu, mas ele tem uma espécie de um verniz de um esmalte como ele é muito fininho, não dá pra colocar uma capa de plástico A medida desse fio aqui é 34 gauge, é bem fino você pode comprar um fio um pouco mais grosso de 30 gauge ou 26 gauge e se você não souber onde comprar esse aqui se pode desmontar um motor uma fonte de dentro vai encontrar fio bem fininhos desse jeito e por último um transistor 2N2222 E antes que comecem a falar que só dá pra achar esse transistor na lua eu comprei isso aqui pela internet por 30 centavos e você pode procurar numa loja de eletrônica aí perto de você ou comprar pela internet também fica bem baratinho

Primeira coisa que eu tenho que fazer são duas bobinas de mais ou menos 5 centímetros de diâmetro O que é uma bobina? Uma bobina é um enrolado de fios eu vou usar esse pote de vitamina b2 como base ele tem mais ou menos esse diâmetro pra primeira bobina eu vou separar uns 10 centímetros de fio pra ficar pra fora da 12 voltas em volta do potinho aí eu tiro o lacinho pra fora e eu vou dar algumas voltas nesse lacinho só pra ele ficar bem preso aqui e vou dar mais 12 voltas No final eu também vou deixar sobrando aqui uns 10 cm de fio Agora vou tirar do pote com bastante jeitinho para não desenrolar e eu já to com uma fita isolante aqui na mão pra prender esse negócio assim que ele sair Resumindo então eu deixei 10 centímetros de fio, dei 12 voltas aí eu fiz um lacinho dei mais 12 voltas deixei mais de 10 centímetros de fio no final eu prendi com fita isolante A última coisa é raspar as pontas pra tirar aquele verniz e poder dar contato nos fios eu vou raspar o lacinho também, mas tem que tomar cuidado pra não cortar o fio A segunda bobina é exatamente a mesma coisa só que dessa vez não tem lacinho são simplesmente 24 voltas Agora tenho duas bobinas uma com três saídas que fiz o primeiro e essa aqui com duas saídas vamos conectar primeiro essa aqui que é mais fácil eu vou pegar o led e abrir bem as perninhas dele pra ficar mais fácil de enrolar o fio Aí eu vou enrolar um fio em cada perna começando de dentro pra fora e apertando bem Nessa bobinas de três pontas a coisa é um pouco mais complicada porque a gente vai ter que combinar o transistor e a bateria

Antes de começar eu vou cortar uns 10 centímetros de fio e vou raspar as duas pontas Agora vou pegar o transistor, você tem que prestar atenção numa coisa ele, tem um lado redondo e um lado achatado, nesse lado achatado estão escritas as informações dele então a gente olhando pra parte achatada vai ter uma pena da esquerda a do meio e a da direita Na perna da esquerda eu vou enrolar uma das pontas daquele fio que acabei de cortar na outra ponta do fio eu vou dar umas voltinhas, só pra melhorar o contato e vou prender aqui na parte negativa da minha bateria no final das contas então a gente tem a perna esquerda do transistor ligada no pólo negativo da bateria Agora vou pegar esse fio solto aqui da esquerda da minha bobina e vou ligar na conexão no meio do meu transistor Esse fio aqui da direita da bobina eu vou ligar na perna direita do transistor E a única coisa que sobrou agora pra gente conectar é o lacinho da bobina com o pólo positivo da bateria que eu vou dar aquela voltinha lá pra melhorar um pouco o contato e vou colar com fita isolante aqui no pólo positivo da bateria O nosso sistema de transmissão de energia sem fio está, você pronta pode dizer que foi bem simples não só 5 conexões e agora eu vou abaixar a luz E você ai presta bem atenção, como os fios não vão encostar um no outro OHHHHHH Mas calma não é que essa energia é só sem fio, ela é sem fio e atravessa objetos Primeira coisa, se você assiste bastante vídeo eletrônica no YouTube você já deve ter visto uns cara que dizem ter inventado de um tal de gerador de energia infinita usando um ímã eles mostram uma bobina idêntica à essa aqui às vezes tem um capacitor junto, que é essa pecinha aí do lado, as vezes tem uma resistência junto que é essa outra pecinha aí, aí eles pegam o imã inconstam aqui na bobina e quando encosta o imã na bobina o led acende e fica aceso

Bom agora você ja sabe qual é o truquezinho que esses caras estão usando, é muito fácil botar um negócio desse aqui embaixo da mesa Mas eu sei que o que se quer saber mesmo é como é que a energia passou de uma bobina pra outra sem sair nenhuma faísca como é que ela se transportou passando pela minha mão, pela madeira, pelo papel e conseguiu acender o led Pra entender isso eu vou ter que te mostrar duas coisas usando essa bobininha de demonstração aqui Primeiro eu vou passar um imã por essa bobininha, não aconteceu nada certo? Mas agora eu vou ligar as duas pontas da bobina num voltímetro e olha só conforme eu movimento o imã você pode ver que eu to gerando eletricidade mas isso não acontece se eu ficar com o imã parado, se ficar com ele parado não acontece nada Seu eu mexo o imã a eletricidade aparece O que eu acabei de fazer é muito parecido com um experimento que a gente já montou aqui no Manual do Mundo Que é uma bobina com uma capinha de seringa ela tá ligada a 2 leds, eu jogo dentro, um ímã, e se eu começar a chacoalhar esse imã eu consigo acender os leds porque mais uma vez eu to gerando energia com a movimentação do imã Deu pra entender que movimentando o imã dentro da bobina a gente cria energia elétrica, dizendo isso de um jeito mais físico a gente diz que a variação de um campo magnético ela cria corrente elétrica, ou seja, se eu ficar variando o campo magnético porque o imã ta se mexendo eu consigo fazer os elétrons fluírem por aquele fio, guarda bem isso aqui é muito importante pra entender porque que a energia se transporta sem fio

Vamos pra segunda da parte do experimento de novo com a bobina, mas dessa vez eu vou fazer o contrário, eu vou colocar energia nessa bobina, aqui eu tenho uma bússola e a bússola serve pra mostrar onde ta o campo magnético se eu chegar com o imã perto você pode ver que ela se mexe, se eu mexer aqui o imã, o imã tá fazendo o campo magnético se mexer também Então fazer o seguinte em vez do imã eu vou pegar essa bobininha aqui e vou ligar na bateria de 9 volts, um dedo aqui prendi no positivo outro dedo eu pendi no negativo e olha só o que acontece com a bússola, essa bobina acabou se transformando num ímã Resumindo então as duas coisas, se eu tiver uma bobina e mexer o imã perto eu consigo gerar energia se eu tiver uma bobina e colocar energia elétrica, eu consigo criar um imã, mas e se a gente tirasse esse imã e colocasse um ímã elétrico no lugar, se a gente substituísse o imã normal, ímã de neodímio, por um eletroímã exatamente o que a gente fez nessa experiência aqui Essa bobina aqui serve como um eletroímã, ela vai gerar um campo magnético, então ela tá ligada na bateria e tem esse transistor aqui pra ficar desligando e ligando esse imã muito rapidamente Por que a gente sabe, se o imã tiver parado ele não vai gerar energia elétrica isso aqui serve como um gerador, é como se eu passasse um imã aqui dentro só que em vez de eu passar o imã eu vou usar esse eletroímã aqui e aí eu consigo gerar energia elétrica Então essa experiência aqui é praticamente a mesma coisa dessa experiência aqui com a diferença que em vez desse imã, a gente colocou um eletroímã e em vez de ficar chacoalhando, a gente usou um transistor pra fazer esse papel de ligar e desligar o imã, e a gente consegue fazer isso aqui, atravessar a mão, atravessar madeira atravessar papel simplesmente muito porque o campo magnético consegue atravessar todas essas coisas, ou seja, o imã continua atraindo as coisas mesmo se tiver uma mão na frente, papel na frente, uma madeira na frente Se você nunca viu esses princípios da física agora você deve tá com uma pulga atrás da orelha e pensando, pow mais com essas coisas dá pra inventar muita coisa daria, por exemplo pra gerar muita energia usando um imã uma bobina

Exatamente, é praticamente um imã e uma bobina que existem em todos os geradores elétricos é o jeito mais comum de gerar energia elétrica outra coisa que se pode imaginar, é pera aí, se a energia pode ser transmitida sem fio, esse negócio daria pra gente revolucionar o mundo isso daria para usar em tudo quanto é coisa que todo mundo devia ter isso dentro de casa Sim, a gente não consegue transmitir energia muito longe disso aí, porque o campo magnético não vai tão longe assim, ou ele não vai forte tão longe mas todo mundo praticamente tem isso aqui dentro de casa, sabe dentro do que? Das fontes! Se voce abrir uma fonte de celular, uma fonte de computador, uma fonte de notebook qualquer tipo de transformador, provavelmente você vai encontrar isso aqui lá dentro Olha bem de perto, se a gente abrir o transformador que existe dentro da fonte a gente vai ver que ele é formado por um monte de fiozinhos enrolados, geralmente tem uma parte em que os fiozinhos são menores com mais voltas e outra parte que os fiozinhos são mais grossos Esse treco aqui funciona praticamente do mesmo jeito que esse equipamento que a gente fez aqui pra transmitir energia sem fio, com duas diferenças a primeira diferença é que isso aqui usa uma capa e um miolo de ferro e esse ferro vai ajudar a direcionar o campo magnético isso faz com que o fluxo magnético fique certinho aqui dentro e a gente perca muito pouca energia neste caso aqui a gente fez de um jeito bem simplificado para dá pra entender bem, então a gente acaba desperdiçando muita energia, o campo magnético não se encaixa exatamente entre as duas bobinas A segunda coisa disso aqui, é que ele não tem duas bobinas iguais, como a gente fez aqui, aqui as duas tem 24 voltas, nesse caso uma bobina tem voltas diferente da outra Vamos supor que a bobina por onde a energia chega a 10 voltas e a bobina por onde energia sai tem 20 voltas Isso significa que se a gente colocar aqui 10 voltz, vai sair 20 volts, ou seja, agente vai transformar 10 voltz em 20 voltz, e eu sei que pode dar um *PLIM* na sua cabeça e falar, mas pera ai, se eu fizer um negócio desse modificado mais incrementado eu consigo transformar uma pilhina pequena de um volt e meio em 110 voltz e ligar um secador de cabelo, por exemplo Não, que acontece é como se você pegasse uma pilha grandona de um volt e meio e transformasse numa bem pequenininha de 110 volts Você aumenta muito a tensão, você aumentar os voltz, mas você diminui muito a corrente, você diminui os Ámperes, então no fim das contas o um volt e meio com muitos Ámperes é equivalente a 110 volts com muito poucos amperes você consegue ligar exatamente a mesma coisa Então por que a gente usa isso aqui? Pra que a gente usa o transformador? A gente usa porque nem tudo pode funcionar na tensão que a gente tem então na nossa tomada a gente tem 110, 220 volts mas a gente não carrega um celular com 110, 220 volts, a gente carrega um celular com 5 volts mais ou menos, esses volts tem que ser em corrente contínua e não alternada que nem a tomada, mas isso é outra história Resumindo, com uma fonte usando o mesmo princípio que a gente viu aqui da energia wireless, a gente consegue diminuir a tensão, por exemplo pegar os 110 da tomada e transformar em cinco volts para carregar o celular ou aumentar a tensão pra pegar, por exemplo, a bateria do carro usar um inversor e ligar uma televisão que foi o que a gente fez naquele vídeo em que a gente levou uma televisão pra uma praça pra mostrar pra vocês como fazer uma antena de latinha Mas vídeos que te mostram experiências para você entender coisas da vida, como essa que a gente acabou de fazer, você assiste no Manual do Mundo oh, vou te mostrar dois vídeos que vão te fazer entender muito melhor esses principios que a gente mostrou aqui que é como fazer esse geradorzinho usando um ímã e uns fios de cobre, você pode usar com uma lanterna depois e como fazer um eletroímã, um imã eletrico elétrico.