Eletricidade Básica – Curso NR10 Engehall

Conceitos básicos em eletricidade

Para que seja possível o entendimento dos riscos em eletricidade, deve-se primeiramente entender alguns conceitos básicos. Por exemplo, sabemos que um choque elétrico ocorre em função da corrente elétrica, circulando pelo corpo humano.

Mas sabemos o que é corrente elétrica?

Para responder a estas e outras questões que surgiram no decorrer do nosso curso, devemos inicialmente entender o conceito de átomo. Assim como os conceitos das principais grandezas elétricas:

  • Tensão corrente;
  • Resistência elétrica e
  • Potência.

Sabemos que toda matéria, tudo que nos cerca, é composto por átomos. O átomo é, teoricamente, a menor partícula constituinte da matéria. Ele apresenta em seu núcleo os prótons, com carga elétrica positiva e os nêutrons com carga neutra, que são centenas de vezes mais leve.

Estão girando em uma orbita em volta dele, presos pela força que o núcleo exerce sobre eles. Podemos fazer, a grosso modo, uma analogia entre o átomo e o sistema solar. Imaginemos que o núcleo do átomo é o sol. E os elétrons são os planetas que giram em torno dele.

Eletricidade ou energia elétrica, para a maioria das pessoas, se traduz em iluminação de ambientes, aquecimento de água e funcionamento de eletroeletrônicos. Mas o que acontece quando uma lâmpada acende?

o que faz uma lampada acender

Assim como toda matéria, os condutores materiais capazes de conduzir corrente elétrica, são compostos por átomos. Por definição, a corrente elétrica é um movimento ordenado de elétrons. Esta grandeza é representada em cálculos pela letra “I”. E tem como unidade de medida o ampère “A “. Logo, quando uma lâmpada incandescente acende, podemos entender que existe um fluxo de elétrons pelo condutor, fluxo este provocado por uma diferença de potencial.

E o que é a diferença de potencial?

Uma lampada brilha mais que outra devido a sua capacidade de realizar trabalho

A diferença de potencial, também conhecida como tensão elétrica, é a força que impulsiona o movimento dos elétrons. Essa grandeza é representado em cálculos pelas letras: U, V, T ou E. E tem como unidade de medida o Volt (V). Em alguns livros de ensino médio, é possível que se encontre como sinônimo de tensão o termo voltagem. Este termo não é bem aceito na área elétrica.

O núcleo do átomo exerce uma força sobre os elétrons, uma oposição à passagem da corrente elétrica. Para que os elétrons se desprendam desse átomo e aconteça o fluxo, é necessária uma força que é a tensão. A essa oposição oferecida ao fluxo de elétrons, damos o nome de resistência elétrica. Esta é uma grandeza que pode ser calculada e medida. E é representada pela letra “R”. E tem como unidade de medida o “Ohm” ( Ω ).

Até então conseguimos entender que através dos condutores Flui em um movimento ordenado de elétrons chamado corrente elétrica. Esse movimento se dá por uma força que impulsiona o movimento dos elétrons, chamada tensão e existe uma oposição à passagem da corrente elétrica, chamada resistência elétrica. Mas por que uma lâmpada brilha mais do que outra? Para responder a esta pergunta devemos entender o conceito de potência elétrica, que é a capacidade de realizar trabalho. Logo, uma lampada brilha mais do que outra porque ela é mais potente. Nos cálculos, a potência é representada pela letra “P” e a sua unidade de medida é o Watt (W).

NR10 – Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade

Você TRABALHA no dia-a-dia com Eletricidade?
Você está exposto diariamente com o RISCO DA ELETRICIDADE no Trabalho?
Você é Líder de Equipe, Eletricista, Técnico, Engenheiro, Técnico/Engenheiro de Segurança do Trabalho ou Estudante da Área de Elétrica e quer DOMINAR a NR10? Então, clique aqui.