Incêndio em Prédio de SP foi causado por SOBRECARGA

Qual a diferença entre curto circuito e sobrecarga? Qual a importância de saber se a origem de um incêndio foi por curto circuito ou por sobrecarga? Porque entender esta diferença vai evitar que isso aí aconteça: Você acha que este foi um caso isolado? Muito pelo contrário, este foi apenas mais um caso

Em 2017, aqui no Brasil, foram 451 incêndios que ocorreram em função de origem elétrica Mas o que isso tem a ver com a pergunta: a origem foi por curto circuito ou por sobrecarga? Porque entender estes dois conceitos pode e vai evitar acidentes terríveis como este que acabamos de viver aqui em São Paulo? Será mesmo que é inevitável? Será mesmo que as pessoas precisam continuar perdendo suas vidas pelo simples fato de não entenderem a diferença entre estes dois conceitos? A resposta é “SIM” é Evitável A resposta é “SIM”, se você entender a diferença entre curto circuito e sobrecarga tudo vai mudar, Ah! E entender não tem nada a ver com conhecer tecnicamente! Duvida? Então vou te explicar: Eu me chamo Everton Moraes, sou engenheiro Eletricista e proprietário da empresa Sala da Elétrica, nossa missão aqui é exatamente: “Tornar as instalações elétricas mais seguras e reduzir o número de acidentes de origem elétrica no Brasil (e no Mundo), através da capacitação profissional e da conscientização da sociedade” Ao longo dos últimos anos nós estamos alertando os profissionais e a sociedade sobre os perigos da eletricidade, nossa mensagem já chegou em diversos canais de comunicação E hoje, quando dizemos que você precisa entender a diferença entre curto circuito e sobrecarga, estamos na verdade nos referindo ao que acontece em seu inconsciente, este inconsciente que foi treinado para que você nunca preste atenção aos problemas que você está exposto todos os dias e pior, você nem se dá conta disso, olha só Hoje de manhã quando estava me preparando para gravar este vídeo eu ouvi a seguinte chamada na TV: A chamada diz que o causador do incêndio foi um Curto Circuito, e não foi, você ouviu a Walquiria Falando? Ela falou que na tomada existia uma televisão, uma geladeira e um micro-ondas Onde eu quero chegar com isso? Parece que não tem diferença nenhuma não é mesmo? Mas faz toda diferença, sabe porquê? Quando nós “colocamos a culpa” no curto circuito nós estamos colocando a culpa em um fenômeno que não pode ser controlado (ou que é difícil de ser controlado) Ninguém tem certeza ou não, se vai ou não, acontecer um curto circuito E responsabilizar um curto circuito pelo incêndio é o que sempre acontece é o que sempre ouvimos, e na maioria das vezes, não foi um curto circuito e sim uma sobrecarga

E talvez você esteja se perguntando: O que muda então? Se é uma sobrecarga e nós entendemos isso, não vai acontecer o incêndio? Quase isso O que nós estamos tratando aqui neste vídeo é que, se você muda sua forma de enxergar o problema você muda o problema como um todo Deixa eu fazer um comparativo aqui: Você sabia que existe uma forma de deixar o rio Tietê aqui em São Paulo totalmente limpo novamente? O problema é que isso demoraria cerca de 100 anos e os nossos políticos encaram um problema com o foco de apenas 4 anos, na cabeça deles não tem como solucionar este problema, a solução para o rio Tietê seria ter um mandato de 100 anos, impossível né? É exatamente isso que acontece com a gente quando analisamos que um incêndio foi gerado por um curto circuito

A pergunta que nos fazemos é: “Como eu evito um curto circuito?” A resposta é: “Não sei!!!! Está fora do meu controle evitar um curto circuito Eu Preciso de um mandato de 100 anos” O meu grito por ajuda aqui neste vídeo de hoje é que você entenda o seguinte Se você entende que a sobrecarga é o problema, se a sociedade entende e se a mídia entende (TV, Rádio, Jornal, etc), se todos entendem o jogo muda, Ai sim conseguimos solucionar este problema com um “mandato de 4 anos” Se você faz novamente a pergunta: “Como eu evito uma sobrecarga?” A resposta fica muito mais nítida É, por exemplo, não colocando muitos aparelhos nas tomadas É fazer uma instalação elétrica segura É contratar um eletricista experiente (e não um pedrelicista) nada contra um pedreiro que faça uma instalação elétrica, desde que ele saiba fazer, se capacite para isso Imagine que, se você está condicionado a entender que o curto circuito não tem precaução, que você não tem controle sobre ele, Qual o cuidado que você toma no dia a dia para evita-lo? Isso mesmo, você não toma cuidado nenhum!! Agora, se você muda sua forma de analisar o problema e ao invés de se perguntar como eu evito um curto circuito você se pergunta: “Como eu evito uma sobrecarga” A resposta aparece instantaneamente a sua frente Você vai começar a pensar nisso toda vez que estiver ligando um dispositivo na tomada Você vai pensar nisso toda vez que for contratar um eletricista Você vai pensar nisso toda vez que for realizar a instalação elétrica de um cliente Você muda – As pessoas ao seu redor mudam – E você muda a sociedade Nós precisamos mudar a forma de pensar no problema, precisamos tomar uma atitude imediatamente Sabia que só no ano passado, aqui no Brasil, 627 pessoas morreram em função de acidentes com choque elétrico? Sabia que 451 incêndios teve como origem a eletricidade e em sua esmagadora maioria, o causador foi uma sobrecarga? Sabia que nestes incêndios mais 30 pessoas perderam suas vidas e 2017? Ah! Estes dados não são meus tá, foi divulgado pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (A ABRACOPEL) E eu conversei com o Edson Martinho que é Engenheiro Eletricista e também o Diretor Executivo da ABRACOPEL e convenci ele a gravar este recado para você: Olha! Nós estamos falando de um problema muito preocupante A eletricidade mata todos os anos mais do que a Dengue e Febre Amarela Juntas Nós vamos ficar parados esperando o problema aumentar? A resposta é NÃO

Precisamos agir o quanto antes para fazer a sociedade mudar Mas como mudamos a sociedade? Eu sou a sociedade, você é a sociedade, mudamos a sociedade mudando a nós mesmos e as pessoas que estão ao nosso redor Concorda? E aí? você está comigo? Posso contar com você? O você acha de resolvermos este problema juntos? Este mandato não precisa ser de 100 anos, você não pode fazer igual aos políticos e ignorar o problema, você vem comigo? Posso contar com você? Excelente! Sabia que você diria isso

Sabia que você estaria junto comigo neste propósito que é maior do que todos nós juntos Então agora é a sua vez Me ajude a fazer esta mensagem chegar em mais uma pessoa Compartilhe no seu WhatsApp, no Facebook, onde você achar que existem pessoas que precisam ouvir esta mensagem e mudar a forma de encarar este problema, lembre-se: “Foque na sobrecarga, ela é o maior problema, ela é o fator que pode ser controlado e que vai nos ajudar a reduzir ou até mesmo eliminar estes acidentes desnecessários Ah! Eu fiz o seguinte também, preparei um Guia de 7 passos para você evitar sobrecargas em instalações elétricas, o link está na descrição do vídeo, vai lá, é gratuito e vai fazer toda diferença para você e para as pessoas com quem você convive