Disjuntores de caixa moldada: O que são?

Olá pessoal sejam bem-vindos ao Mundo da Elétrica! No vídeo de hoje eu vou falar sobre disjuntor de caixa moldada Vamos lá pessoal! Bem pessoal, já falamos em vídeos anteriores sobre várias características dos disjuntores, normas, aplicações, dimensionamento e etc E hoje vamos falar sobre um tipo diferente de disjuntor que é o disjuntor de caixa moldada.

Esse que eu tenho aqui na mão é um disjuntor da Schneider de 50A de caixa moldada, e este que tenho aqui também é um disjuntor de 50A porém ele é um mini disjuntor, quando a gente põe os dois juntos a gente consegue perceber que o tamanho dele é diferente, apesar de os dois conseguirem proteger até uma corrente de 50A E a gente vai ver algumas outras diferenças entre os disjuntores de caixa moldada e os mini disjuntores Bem pessoal os disjuntores de caixa moldada são desenvolvidos segundo a norma NBR 60947, que trata de dispositivos de manobra e controle de baixa tensão Eles são adequados principalmente para aplicações industriais, mas a gente também consegue ver eles aplicações comerciais e prediais É muito comum a gente ver disjuntor de caixa moldada como aquele disjuntor geral do QGBT por exemplo, quando você vê um quadro grande com vários disjuntores muito provavelmente o disjuntor geral vai ser um disjuntor de caixa moldada.

A principal característica, dos disjuntores de caixa moldada, está na robustez de sua construção a utilização materiais moldados com poucas peças esse disjuntor por exemplo ele tem duas partes principais que é essa parte branca e essa tampa cinza aqui e internamente os componentes, mas a parte de construção basicamente são duas e ele é preso com arrebites Isso faz que quando eu preciso abrir esse disjuntor eu não consiga abrir ele sem danificar, então esse disjuntor, ele é inviolável Esta forma construtiva e uso de materiais de qualidade superior, aumentam resistência mecânica, rigidez dielétrica e a suportabilidade a altas temperaturas Com todas essas características físicas, disjuntores deste tipo são capazes de interromper correntes de curto circuito com intensidades muito grandes No caso dos dois disjuntores da Schneider, podemos observar que a capacidade de interrupção de curto circuito ICU para o mini disjuntor é de 5kA em 220V enquanto o disjuntor de caixa moldada tem ICU de 100kA em 220V.

O que é uma diferença muito grande Isso pessoal considerando esse modelo que eu estou mostrando para vocês aqui existem outros linhas de dispositivos da Schneider que tem ICU diferentes Os efeitos térmicos e magnéticos que este disjuntor deve suportar são muito superiores aos efeitos suportados pelos mini disjuntores, podemos observar que em função de toda esta robustez o disjuntor de caixa moldada tem corpo obviamente maior que o mini disjuntor Os disjuntores de caixa moldada são desenvolvidos para aplicações diversas podendo ser encontrados com proteção para motores, geradores, na área de distribuição, proteção de condutores etc Têm várias utilizações para disjuntores de caixa moldada uma que eu falei por exemplo são os disjuntores gerais em QGBT.

APRENDA MAIS:

  • 5 Dicas Infalíveis para se Tornar Um Eletricista Profissional Independente e Certificado
  • Disjuntor tem Polaridade? E Você o Que Acha? #ElétricaSegura
  • Cabos Desbitolados: A Opinião de um Especialista
  • Como Evitar uma SOBRECARGA na Instalação Elétrica ?
  • 07 Segredos que você NÃO SABIA sobre Carregadores e usar o celular enquanto Carrega
  • Dispositivos de Bloqueio de Religamento de Mini Disjuntores
  • Incêndio em Prédio de SP foi causado por SOBRECARGA
  • Grau de Proteção, Até em Residências ? #Novidade
  • DR agora obrigatório: Fim de acidentes com eletricidade está próximo
  • Como Escolher o Eletricista EletroCast
  •  

    Podem ter somente proteção térmica ou proteção termomagnética, curvas de disparo tipo B, C ou D Em algumas linhas de disjuntores podemos encontrar funções termomagnéticas ajustáveis, Agente conseguem em alguns tipos desses disjuntores alterar o valor de corrente de máxima tipo de atuação além de disparadores eletrônicos com regulagens diversas Pessoal, além do ICU capacidade nominal de interrupção de curto circuito os disjuntores caixa moldada possuem o ICS, esse é importante a gente intender pouca gente entende como que funciona o ICS que é a corrente de interrupção em serviço Pessoal o ICU é a corrente máxima que o disjuntor suporta em curto circuito, no caso deste disjuntor 100KA em 220V, os disjuntores resistem a esta corrente duas vezes, ou seja, dois ciclos de operação em curto circuito com intervalo mínimo de 3 minutos.

    Caso haja um terceiro ciclo de operação o disjuntor não garante mais os 100KA agora o que fica valendo é o ICS que é um percentual do ICU, no caso deste modelo é de 75% ou seja 75KA em 220V Pessoal o disjuntor ele pode até operar em curto mais que 3 vezes ou mesmo em correntes de curto maior, mas as condições de teste em laboratório e o que a norma estabelece são 2 operações garantindo o valor do ICU e na terceira passa a valer o valor do ICS A diferença entre um disjuntor de caixa moldada de baixo para alto desempenho não é só o preço.

    LEIA TAMBÉM:

  • EletroScope 04 Porque o curso NR10 é chato Será Mesmo
  • EletroScope 01 – Livros para os profissionais da área elétrica
  • EletroScope 03 – Comandos Elétricos É Obrigatório
  • EletroScope 05 Instrumentos de medição
  • EletroScope 02 Segunda lei de Ohm
  •  

    O disjuntor da Schneider garante um ICS de 75% do ICU para este modelo em outros modelos este valor é de 100% enquanto quem em disjuntores de baixo desempenho isso aí fica no máximo 25% do ICU, o que dá uma diferença muito grande Bem pessoal vou deixar aqui para vocês uma dica para se se cadastrarem no Portal do Parceiro da Schneider, lá vocês têm acesso a diversos materiais técnicos de qualidade, catálogos e vídeos exclusivos Bem então é isso pessoal! Espero que tenham gostado deste vídeo! Se tiver ficado alguma dúvida se inscreva no canal e depois comente aqui em baixo!