Junte-se a minha lista VIP e receba atualizações e aulas imperdíveis

Entre agora mesmo para o nosso Grupo do WhatsApp e fique por dentro.

LED! O que é e como utilizar?

LED! O que é e como utilizar?

Apesar da origem inglesa da palavra Led, ela é bem conhecida pela população brasileira. A LED está presente em praticamente tudo que utilizamos, seja no controle remoto da Tv ou em algum outro eletrônico. Como já mencionado LED é uma palavra de origem inglesa e uma sigla que significa Light Emitting Diode (Diodo Emissor de Luz), ele é formado por dois semicondutores, quando se aplica uma tensão elétrica sobre eles ocorre a emissão de luz, processo chamado de eletroluminescência. Normalmente utilizados para iluminar ambientes ou sinalizar. A luz que pisca no celular quando está carregado é um led, o display do micro-ondas é feito de LEDs.

Pelo fato de ser um diodo, o LED conduz a corrente elétrica somente em um único sentido. Até mesmo o símbolo do LED é parecido com o do Diodo, mas o LED possui uma setinha para indicar a luminosidade saindo dele. Os LEDs possuem uma tensão reversa mais baixas que os diodos, existem LEDs que não suportam nem 7V de tensão reversa e já queimam. Por incrível que pareça isso depende também da cor, um LED possui diversas cores, sendo a cor verde e vermelha mais comum.

Tipos de LED

Da mesma forma que o LED é utilizado em objetos nos quais conseguimos identifica-lo, também possuem LEDs que emitem um tipo de luz invisível ao olho humano. Os LEDs de luz ultravioleta e o LEDs infravermelho. Dependendo da cor do LED ele pode apresentar um gasto de energia diferente para funcionar. Pois, a queda de tensão varia proporcionalmente a cor do LED. Ele apresenta também diversos formatos e tamanhos, podem ser em miniatura ou em SMD utilizado para soldar placas.

Exemplos de LED no dia a dia

Pode se encontrar LEDs em lâmpadas e luminárias, lanternas e semáforos. Basta parar um tempo e rapara em sua volta, que você encontrará diversas aplicações do LED na sua vida. Por maior eficiência que tenham os LEDs produzem uma alta taxa de brilho e potência, que necessitam do auxílio de dissipadores de calor ou até mesmo refrigerados com ventoinhas. Apesar dos pesares, as lâmpadas LED continuam sendo mais eficientes que lâmpadas incandescentes e as fluorescentes, apresentando maior durabilidade também.

Como funciona o ligamento de um LED

Os LEDs possuem um lado certo de ligamento, nos modelos comuns de 3mm e 5mm normalmente encontrado nos mercados, é possível identificar a polaridade de diversas formas. Se você aproximar o LED para perto conseguirá identificar se ele possui um pequeno chanfro em um dos lados. Este lado é o catodo, no qual é o lado negativo do LED.

Uma outra possível forma de identificar a polaridade é através do tamanho dos terminais, os terminais originais possuem o anodo maior. E o mais convencional e utilizado é o multímetro para identificar a polaridade, você precisa colocar ele na escala de medição de diodos, feito isso é só colocar cada terminal do LED em uma ponta prova do dispositivo. Quando o LED acender significa que a ponta positiva do dispositivo está ligada ao terminal positivo do LED.

Espero que tenham gostado das dicas de hoje. Até a próxima!

Tags:

Junte-se a minha lista VIP e receba atualizações e aulas imperdíveis

Entre agora mesmo para o nosso Grupo do WhatsApp e fique por dentro.