PARTICIPE DA SEMANA DO ELETRICISTA PROGRAMADOR

Nessa semana você vai aprender em 3 passos como Programar CLP! De 13 a 17/07

Fita isolante: Qual escolher?

Fita isolante: Qual escolher?

Pode-se dizer que praticamente todas as atividades relacionadas ao campo da elétrica utilizam fitas do tipo isolante, aqui serão apresentados três tipos de fita isolante de PVC. Todas elas possuem o mesmo fabricante que é a Prysmian.

Tendo em vista que na maioria dos casos nas instalações em baixa tensão, utiliza-se condutores que possuam isolação em PVC, logo deve-se usar o próprio PVC para reconstituir uma emenda. Esse é um dos motivos pelos quais as fitas são feitas de PVC.

Especificações Físicas

As fitas possuem uma especificação de tensão, que vem descrito na própria embalagem da fita, para fitas isolantes comuns o valor da tensão é de 750V. Mas, não chega a ser um fita de alta fusão, as fitas de uso intermediário a profissional, no caso da P42 e P44, possuem uma capacidade de suportar 90ºC. Em contrapartida a fita comum suporta até 70ºC.

1. Modelo P22

Este tipo de fita é utilizado em pequenas aplicações, possui uma espessura de 0,13mm.

2. Modelo P42

Este tipo de fita é considerado um modelo intermediário, possuindo uma espessura de 0,15mm.

3. Modelo P44

Este tipo de fita de uso proporcional, utilizada em situações de maiores proporções como em instalações industriais. Apresenta uma espessura de 0,18mm, dentre todas as anteriores é a que apresenta maior grau de aderência, pois é a de maior espessura. Quanto maior a espessura mais difícil de rompe-la do que as outras fitas.

A fita básica é mais utilizada em aplicações cotidianas, pelo fato de possuir uma espessura menor é necessário que utilize um número maior de camadas para que obtenha o isolamento pretendido.  Já a fita intermediária pode ser utilizada tanto em aplicações de cunho doméstico quanto comercial, o que vai determinada a utilização da mesma será a situação. A fita de uso profissional será utilizada somente em ambiente industriais, locais dos quais o nível de isolamento precisa ser mais elevado, devido à grande quantidade de poeira e umidade. Independente do preço da fita é sempre bom ressaltar que deve ser levado em conta a qualidade do material, assim você obterá o resultado esperado.

Aplicações

Quando se utiliza a fita de modelo P22, a fita de modelo básico, percebe-se que, ao aplicá-la em uma estrutura, a tendência da fita é voltar a sua posição inicial, pois ela possui uma memória elástica e tem que garantir a resistência mecânica. Logo, quanto mais vezes se repetir esse processo ela vai ficando um pouco mais lenta, mas sempre voltará para a posição inicial.

Esse tipo de teste é capaz de demonstra a resistência mecânica da fita, que é a capacidade da mesma voltar a sua posição inicial após ser esticada. O que mesmo é possível se fazer com o modelo P42, na qual é a fita intermediária. Levando em consideração que esta fita possui uma espessura maior, então a única diferença será sua capacidade de resistência por ela ser mais espessa. Estima-se que se o teste for feito de 3 a 4 vezes, ela começará a perder a sua memória elástica.

Já a fita do modelo P44 apresenta características semelhantes as outras, mas é mais espessa o que a torna mais resistente. Consegue-se perceber que nos três modelos mencionados, tanto a resistência mecânica quanto a memória elástica é algo que se mantem, mas em níveis diferentes.

Vale ressaltar que o ideal é utilizar somente uma vez a fita isolante, pois depois que se faz a retirada da mesma, ela vai perdendo sua capacidade isolante e memória elástica o que acaba afetando seu desempenho. Sempre bom contar com um material de qualidade como a Prysmian, que possui uma linha profissional para todo e qualquer tipo de aplicação. Independente do modelo escolhido terá a garantia da melhor resistência mecânica e propriedade de isolamento.

Espero que tenham gostado das dicas de hoje. Até a próxima!

Tags: |

PARTICIPE DA SEMANA DO ELETRICISTA PROGRAMADOR

Nessa semana você vai aprender em 3 passos como Programar CLP! De 13 a 17/07